PROPOSTAS AUTÁRQUICAS 2017: 10 ÁREAS DE ATUAÇÃO PARA VAGOS

 

  1. ECONOMIA

– Criar Centro de Apoio ao Investimento e ao Empreendedorismo que apoie empresas, pessoas e ideias, de comércio, indústria ou agricultura, em rede com entidades locais, regionais, nacionais e internacionais;

– Propor a instalação de um Centro de Competências Digitais, com Universidades e empresas, para potenciar a competitividade, a inovação, o desenvolvimento científico e tecnológico e a instalação de empresas de perfil diverso do atual;

– Avaliar possibilidade de receber valências do Parque de Ciência e Inovação da Universidade de Aveiro;

– Reabilitação e dinamização do Mercado Municipal de Vagos;

Feira mensal de velharias e de usados.

 

  1. ENVOLVIMENTO DOS CIDADÃOS

– Orçamento participativo: atribuir todos os anos um montante para premiar e implementar uma ideia apresentada por um ou mais cidadãos;

– Assembleia Municipal: transmissão em direto na internet e sessões em todas as freguesias do concelho; criar meio acessível que permita cidadãos contactarem representantes dos partidos; organizar debates temáticos com os cidadãos;

– Criação de um Sítio na internet sobre os ajustes diretos da Câmara (contratos sem recurso a concurso público): com informação do serviço a prestar, custo e razão da escolha da empresa.

 

  1. BEM ESTAR E LAZER

– Criação de um Centro Cultural polivalente adjacente ao Palácio Visconde Valdemouro (antiga Câmara), preservando a arquitetura deste edifício; Encontrar novo edifício para o Museu do Brincar;

Disponibilizar espaços públicos com internet sem fios em mais pontos do concelho e com uma rede de cobertura mais ampla.

 

  1. MOBILIDADE

– Candidatura à aquisição de um mini autocarro elétrico para criar percurso dentro do concelho que facilite a mobilidade de todos os Vaguenses, principalmente os mais idosos; Pontos de paragem nas várias freguesias, incluindo nas Unidades de Saúde existentes;

– Recuperar urgentemente as estradas degradadas, sobretudo no sul do concelho;

– Melhorar e aumentar a rede de ciclovias e ecovias;

– Defender um melhor acesso a concelhos vizinhos, através da criação ou diversificação dos percursos de autocarro.

 

  1. EMPREGO

– Bolsa de emprego municipal criada em parceria com o Instituto de Emprego, com as empresas da região, com as Juntas de Freguesia;

– Orientar a incubadora de empresas IERA para acolhimento de ideias de negócio de jovens empreendedores;

– Apoiar e organizar formações profissionais.

 

  1. REDES COM FORÇAS VIVAS

– Organizar planos de atividades culturais, desportivos e juvenis com associações e outras entidades do concelho com recursos para ajudar a definir e a executar as políticas para o concelho; Deve incluir um projeto de eventos itinerantes nas freguesias;

Reunir mensalmente com as Juntas de Freguesia para avaliação dos problemas e sua resolução eficaz.

 

  1. TURISMO

– Definir um plano estratégico para aproveitar as nossas mais-valias (costa marítima, mancha florestal, Canal de Mira, Rio Boco, etc);

– Criar evento com envolvimento de forças vivas e empresas semelhante a Expofacic e outros como um Festival do Brincar, Festival da Enguia, Festival da Arte Xávega;

– Criação e divulgação de trilhos e rotas da Gândara, das Lagoas, do Boco e Canal de Mira, etc.;

Aquisição de casa de Fareja para implementação de centro polivalente ambiental/natureza para turismo e apoio a desportos náuticos e lazer.

 

  1. JUVENTUDE E EDUCAÇÃO

– Oferecer os manuais escolares a todos os alunos do 5º e do 6º anos;

– Dinamizar uma Semana Jovem;

– Pôr em funcionamento o Conselho Municipal da Juventude;

– Resolver problemas estruturais da rede de centros escolares;

– Apoiar os jovens carenciados;

– Criar bancos de manuais escolares para empréstimo;

– Levar Biblioteca Municipal até aos cidadãos e às instituições, de uma forma moderna e dinâmica.

 

  1. SERVIÇOS PÚBLICOS

Serviço de atendimento da Câmara de Vagos na Juntas de Freguesia; uma freguesia por semana;

– Instituir numa verdadeira Loja do Munícipe parcerias que assegurem que os cidadãos tratem de vários assuntos na Câmara (ex: Finanças, Segurança Social, EDP, etc.);

Criar um sítio na internet que nos permita perceber a evolução dos processos apresentados à Câmara Municipal pelos cidadãos;

– Criar organismo que recolha e valorize o tratamento de resíduos florestais;

– Avaliar adesão e exigências legais da ADRA (empresa de gestão da rede de distribuição de água e de recolha e tratamento de águas residuais).

 

  1. PLANEAMENTO URBANÍSTICO

Ligar passadiço Quinta do Ega à Ponte da Fareja recuperada;

– Valorizar o património natural do Rio Boco e terrenos adjacentes, criando um passadiço do cais à entrada norte de Vagos à Quinta do Ega;

– Construir espaços de lazer e parques infantis nas freguesias;

– Plantar mais árvores no Centro de Vagos, no Centro da Praia da Vagueira e restante freguesia, etc.;

Relocalização do posto da GNR;

– Construir Ciclovia Vagos Vagueira;

– Construir circular externa a Vagos pelo poente para retirar pesados e a poente e norte da Senhora de Vagos;

– Estudar construção de outra ponte no Canal de Mira na Vagueira a norte da ponte existente.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s