ANA MARIA VASCONCELOS É A CANDIDATA DO PS VAGOS A PRESIDENTE DE CÂMARA

19190964_10211777976397153_262990100_n

A advogada, independente, Ana Maria Vasconcelos será candidata a Presidente da Câmara Municipal de Vagos pelo Partido Socialista. A Comissão Política Concelhia do PS aprovou este sábado, por unanimidade, o nome da atual Vereadora de 67 anos, que reside e tem escritório em Vagos.

 

Tem participado ativamente na vida política local e distrital:

  • É Vereadora do PS na Câmara Municipal de Vagos;
  • Foi candidata a Deputada à Assembleia da República, como independente nas listas do PS;
  • Foi mandatária de António Costa nas eleições primárias do PS, junto com Alda Santos Victor e Carlos Maia;
  • Já foi candidata a presidente da Câmara Municipal de Vagos pelo PS;
  • Foi Presidente da Assembleia Municipal de Vagos, eleita como independente na lista do PSD.

 

Tem desenvolvido uma intensa intervenção cívica:

  • Foi impulsionadora de um movimento contra a instalação de um aterro de resíduos tóxicos em Vagos;
  • Foi membro da Mesa Administrativa da Santa Casa da Misericórdia de Vagos;
  • Foi membro do Conselho Fiscal da empresa MAISVAGOS, a sociedade gestora dos parques empresariais de Vagos;
  • Foi membro da Direção do Centro de Educação e Recreio de Vagos;
  • Foi membro do Conselho Distrital da Ordem dos Advogados;
  • Foi Presidente da Direção da Associação de Pais da Escola EB23 de Vagos.

 

Bruno Julião, Presidente da Comissão Política Concelhia do PS Vagos, sobre Ana Maria Vasconcelos: “Tendo em conta as suas qualidades profissionais e políticas, é a vaguense mais bem preparada para ser Presidente da Câmara Municipal de Vagos. Tem uma vida inteira de provas dadas ao nível profissional e da intervenção cívica. As suas características pessoais, aliadas às iniciativas e propostas do PS Vagos e dos seus autarcas ao longo deste mandato, concedem à nossa candidatura uma credibilidade e maturidade muito relevantes para o exercício da gestão autárquica”.

 

Ana Maria Vasconcelos: “Sinto a minha disponibilidade para servir o concelho como um dever de cidadania. Por isso, aceitei com gosto o convite que me foi feito para dedicar a esta missão a minha experiência, conhecimentos e competências. Vagos precisa muito de evoluir, como tem acontecido com outros concelhos. Importa continuarmos a apresentar propostas sérias e ambiciosas, desta feita enquadradas num programa eleitoral, com uma ambição a curto e médio prazo”.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s